Entrevista: Freud

Iniciado em 2011, Freud é o projecto de “electronic soul music” de Fred Canelas. Com lançamentos nas editoras Mindstep, Offsuit, 3am ou Millenium Jazz e colaborações com alguns dos mais inspirantes artistas do género como Jafu, B9, Prism ou Subtle Mind, é uma das maiores promessas da cena bass portuguesa. Para além da produção, Freud tem também um programa mensal na Sub.FM e é um dos fundadores da editora/promotora portuguesa Substruct Audio.

 

Como defines o teu background musical? O que levou a produzir música, especialmente dubstep?

O meu background musical é bastante diverso, tive sorte de ter uma família que sempre me orientou para as artes e desde pequeno cultivaram-me a ouvir diversos estilos de música desde a música clássica ao Hip Hop. Antes de começar a produzir, só ouvia quase reggae e psytrance.. até que um dia ouvi Biome – Propaganda e fiquei intrigado desde aí. Nunca tinha ouvido assim uma produção assim tao profunda e complexa, a partir desse momento comecei a investigar esse mundo.

 

Biome – Propaganda (New Version)

 

Como é normalmente o teu processo de selecção de música para mixes / podcasts / gigs?

Acho que quando se está num gig devemos sentir o mood to dancefloor e adaptar o nosso set. Pelo contrário, quando tenho que gravar um podcast ja prefiro escolher os sons de uma maneira mais seletiva e tentar que o mix flua de um som para o outro.

Na altura que te conhecemos estavas a viver em Londres, paraíso do  dubstep. Diz-nos que conseguiste apanhar um aniversário da DMZ ou uma noite SYSTEM…

A melhor parte de viver em Londres é que mesmo sem sendo uma festa com nome como é a SYSTEM e as noites da DMZ, a maioria das festas que ia tinha sempre artistas conhecidos. Fui a uma das noites do SYSTEM e foi tudo o que estava a espera. Ambiente e soundsystem do melhor mas a melhor que fui foi a SubDub em Londres onde tocou o Kahn Vs VIVEK e Youngsta VS Icicle no soundsystem dos Mungos Hi Fi, deve ter sido das melhores festas que já estive.

 

Kahn vs V.I.V.E.K. @ Subdub Soundclash

 

Quem ouve os teus programas na Sub.FM (Kryptic Elements) sabe que gostas de começar sempre os teus sets com hip hop. Alguma razão especial ?

Têm surgido aí um pequeno exército de produtores do género que me tem fascinado bastante. Nomes como Dusty, Made in M e Juan Rios estão na dimensão seguinte. Acho que quando se tem que fazer um programa de rádio de 2 horas, deve-se tentar variar ao máximo a seleção.

Já tocaste em várias festas com djs internacionais em Lisboa como Joe Nice, Thelem, Geode ou Congi. Houve alguma que te tivesse marcado mais ?

A de Joe Nice sem dúvida, não só pela performance maluca do Joe mas também porque foi a minha primeira vez a tocar um set de vinyl ao vivo. Não correu assim tão bem mas faz parte.

Que artistas / labels te têm surpreendido / inspirado ?

O duo italiano Dusty é assim o que me tem surpreendido mais. Uma produção quase psicadélica mas dentro dos confins alternativos do Hip Hop. O próximo release deles na Turbo Tape Recordings ( label italiana) vai ser perigoso. Mercy também da Nova Zelândia tem vindo a surpreender me consecutivamente. É quase Dubstep Pop mas super futurista.

Foste o curador da compilação ‘Curating Through Sound Vol.1’ que saíu  no passado dia 1 de Agosto, queres falar um pouco sobre isso ?

Já há algum tempo que eu e o Paulo (Metrica) queríamos fazer outra compilação de vários artistas e como tenho boas ligações com alguns artistas resolvi fazer uma seleção cuidada, tanto de sons mais antigos como de sons que ninguém tinha ouvido ainda. Foi um processo bastante demorado e sofrido mas valeu a pena e estamos bastante satisfeitos com o resultado (pareço quase o Jorge Jesus a falar).

Que conselhos darias a alguém a começar produzir ? E a gerir uma editora?

Tempo livre e persistência é o melhor conselho que consigo dar. Nos primeiros meses vai ser difícil e doloroso mas, quando ultrapassas essa barreira e começas a conseguir projetar as tuas ideias em formato digital, começa a ficar viciante. Gerir uma editora também não é física nuclear basta estar envolvido com pessoas que se dedicam tanto como tu. Eu e o Paulo pensamos da mesma maneira, temos uma lista de objetivos e vamos-nos orientando conforme a cena evolve.

Quem vai ao teu ao soundcloud é (agradavelmente) surpreso pela quantidade de faixas que já produziste. Está na altura de um album, não ?

Já pensei no assunto mas acho que as minhas produções ainda não estão no nível que eu gostava e por isso acho melhor concentrar me em aprender. Mas tenho sempre um ou dois free downloads que vão surgindo.

O que podemos esperar do Freud / Substruct Audio para os próximos meses?

No que toca ao meu projeto Freud, estou de momento a preparar um EP para a editora inglesa Mindstep. Em relação à Substruct, iremos fazer uma mini tour pelo UK e temos algumas releases também planeadas mas não queremos revelar nada por enquanto. Mas… preparem-se!

Imaginando alguém que nunca tenha ouvido dubstep, quais as 3 músicas que escolherias para a “converter”?

Congi – Somnium
Author – Green & Blue
Silkie – Test


Ainda não é Natal, mas o senhor Freud deixou-nos já uma prenda na inbox..um mix exclusivo de 1h carregado de dubplates. Podem ouvir no mixcloud ou fazer download através do iTunes

 

Juan Rios & Made in M – Aflorar ( C O T A )
Dusty – Seitan ( Turbo Tape)
Juan Rios – ??? (dub)
Apo & Hm Surf – Aloe Conrad (dub)
Khadisma – Hypnosis ( Soulection)
Ian Ewing & Harris Cole – Mistakes/Regret/Forgiveness ( BLVNT)
Menik & Native – Mirage (Substruct Audio)
Occult, Audialist & MrJo – Supa Hot Fyah (Substruct Audio)
??? – ??? (dub)
Mercy – For You ( Free Download)
Rowl – Egipto (Crescent)
Audialist & Mercy – Snapple Bottle Spree (Deep Heads)
Congi – Pieces Of (Interchill)
Audialist – Trust Your Ho (dub)
Jafu – Goldwash (dub)
Gerwin – Spicy Gum ( Chord Marauders Freebie)
B9 – cheese cake (dub)
Circula – Distractions (dub)
Causa,Conzi & Otz – Coin Dub (dub)
??? – ???? (dub)
Sub Basics – Sleepless Nights (dub)
Author feat Quark – After Time ( Blackbox)


Soundcloud: https://soundcloud.com/fred-canelas
Facebook: https://www.facebook.com/freudubs
Twitter: https://twitter.com/freudubs